catpower @ 00:00

Qui, 22/09/11

... de entre os lábios, saí
sem sequer sabia se o queria;
entre lábios entro,
agora julgando que o quero...
Sempre com o vermelho bem presente,
isto é: entre os batentes da porta,
e o seu mistério...:)
...falo sobre a fissura, o intervalo subtil,
onde se entreabrem as cortinas verticais
e passa o veludo do deslize,
o movimento tão lento,
quase antes de ser
das nuvens eternas em magritte...
Mais acima, alumiam-se
os teus lábios horizontais como se quisessem duplicar
a expectativa...
e assim, de pergunta cuja resposta é outra pergunta,
de porta que se entreabre
para outra porta,
prosseguimos....;)..."V.O.J."


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

“A música exprime a mais alta filosofia numa linguagem que a razão não compreende” Arthur Schopenhauer
Pesquisar
 
Arquivo
Bandas

todas as tags

subscrever feeds