catpower @ 00:00

Qui, 23/06/11

...E há palavras nocturnas...palavras gemidos...

palavras que nos sobem ilegíveis à boca...

palavras diamantes...

palavras nunca escritas palavras impossíveis de escrever...

por não termos connosco cordas de violinos...

nem todo o sangue do mundo nem todo o amplexo do ar...

e os braços dos amantes escrevem muito alto...

muito além do azul onde oxidados morrem...

palavras maternais só sombra só soluço...

só espasmo só amor só solidão desfeita...

 

Entre nós e as palavras, os emparedados...

e entre nós e as palavras, o nosso dever falar.. (Welcome to Elsinore - Mário Cesariny)

 

 

 

 


Bandas:

“A música exprime a mais alta filosofia numa linguagem que a razão não compreende” Arthur Schopenhauer
Pesquisar
 
Arquivo
Bandas

todas as tags