Carlos Fial @ 00:00

Qui, 11/11/10

Do albúm Various Positions, de finais de 84, este é para mim um dos mais belos poemas de Cohen. Leva para aí 60 anos de carreira este canadiano, cantor, escritor, poeta... Sublime no seu trato com a palavra... Ora cantada, ora escrita. Se juntarmos a caneta do Senhor Cohen com o sublime timbre de Antony Hegarty o resultado está para lá da mera descrição sensorial. O Abraço.

 



“A música exprime a mais alta filosofia numa linguagem que a razão não compreende” Arthur Schopenhauer
Pesquisar
 
Arquivo
Bandas

todas as tags