Carlos Fial @ 00:00

Qui, 04/11/10

Bem gente. Isto é assim: Este post teria um texto introdutório onde se falaria de Neil Diamond, de Tarantino, de cenas "psicotropicamente" dementes de Pulp Fiction. Falar-se-ia de gajas. De gajas que seriam mulheres dentro em breve. De mulheres que, apesar de o serem, continuam gajas... das boas. Falar-vos-ia de Nirvana, de Pearl Jam e de mais uma quanta gente marada das bandas de Seattle. Tudo e mais alguma coisa aqui postaria, que me fizesse surgir magnânimo na minha suposta omnisciência junto de vós. E vós, conquistados pelo espanto, proferiríeis: "Este gajo é do catâno ao quadrado!!!"... "Ao cubo!!!" diriam outros. Mas não. Não sou do catano. Do camandro camafeu tem dias... sim. Sou basicamente um gajo que neste momento está escravo do relógio. O ABRAÇO!!!!!




Rodrigo @ 21:21

Qui, 04/11/10

 

Sr. Carlos Fial tu podes ser muita coisa mas uma coisa tenho a certeza tu é um senhor!!! HEHE. Se falasses do Tarantino ai seria o rebalde é nada mais nada menos que o meu realizador preferido! NINGUEM SABE CONTAR UM HISTÓRIA COMO ELE!!!! E toda a outra malta vinha de bom grado mas realmente o relógio é o enimigo ahahaha. MASTER OF MINUTES IS PULLING IS STRINGS YEAH YEAH.... hehe (alusão a metallica). O ABRAÇO DEVOLVIDO. ahah


Carlos Fial @ 13:42

Sab, 06/11/10

 

Pois é Rodrigo!!!! Somos Marionetas do Grande Mitra dos Ponteiros!!!!! ;) Abraçon!

“A música exprime a mais alta filosofia numa linguagem que a razão não compreende” Arthur Schopenhauer
Pesquisar
 
Arquivo
Bandas

todas as tags