Carlos Fial @ 00:00

Qui, 21/10/10

Bem, em primeiro lugar aqui vai uma palavra de ódio, surro e muco, ao Grande Mestre de Marionetas por detrás da fantochada dos direitos de autor... Vi-me e desejei-me para encontrar um vídeo com qualidade sonora minimamente em condições!!!!! Mas a vitória foi minha!!!!! AH! AH! AHHHHHHHHH!!!!!! (até ver....) Não que o dia esteja a ser prefeito... O meu Benfica leva porrada como gente grande logo, isso ou um mega cataclismo nuclear não é muito diferente no que aos abalos do meu mundo diz respeito... É mais um momento saudosista... Saudades do bom cinema por exemplo. Transpotting. 199?. Alto filme. Musica a condizer... Esta estava assim lá perdida no meio, em cenas que de perfeitos nada tinham... Saudades de boas Discotecas. Buraco Negro. Coimbra. 199?. Óptimo sitio. Musica sublime. Bebida barata. Fedor. Imundice. Lindo! Esta era a musica de fecho. Sempre. Durante anos foi uma verdade imperativa tal, que se ia tornando Dogma Católico não fosse o sítio hoje se chamar N.B.. Pintado de fresco. Gente bonita faz fila à porta para entrar, num automatismo esquizofrénico de uma geração que nem é Rasca, nem é coisa nenhuma. David Guetta é a coisa mais perfeita que conhecem e são felizes por isso. Isto de perfeito não tem nada. Digo eu claro. Vale o que vale, é certo. Uma música de glória aos dias perfeitos que não existem... sim. Acho que é isso mesmo. Do álbum Transformer de 1972, que hoje encontrei perdido naquelas maravilhas da criação humana que são as ilhas de preço verde da FNAC. Para espanto meu, eis que constato que este albumzorro tem o dedo do Sr. Bowie... Sacana está em todas!O Abraço!


Bandas:


Gualter Ego @ 18:37

Qui, 21/10/10

 

De louvar a capacidade de antecipação (queria postar esta música para semana) xD
De resto, é uma música muito boa, principalmente quando interpretada por nós próprios. Falo por mim, claro.

“A música exprime a mais alta filosofia numa linguagem que a razão não compreende” Arthur Schopenhauer
Pesquisar
 
Arquivo
Bandas

todas as tags