André Pereira @ 00:00

Ter, 19/10/10

Poderiam ser histórias exclusivas de Alfama ou de Santos, de Marvila ou Bairro Alto, mas não são. Poderiam ser histórias exclusivas de amor engano, de paixão embuste, ou taberna madrugada, mas não são. O território dos Caruma abrange imensas freguesias, e o seu universo é mais amplo que os motes que sugerem. O português vernáculo, escolhido a dedo entre o rico léxico da nossa língua, é aqui irónico, reactivo, mordaz, insinuante, provocador, e materializa-se em temas como este. Definem o seu estilo como pop-marialva traçado a tinto fanfarra com tiques à Emir Kusturica... Claro que não poderiam ser meninos imberbes (e muito menos de coro) quem nos brinda com tão lúcida e apurada iguaria artística.

 

Esta malta vai dar muito que falar!

 


Bandas:

Andy @ 20:33

Seg, 22/11/10

 

Não consigo escolher uma música do albúm. São todas do melhor que só o humor musical português pode oferecer.

“A música exprime a mais alta filosofia numa linguagem que a razão não compreende” Arthur Schopenhauer
Pesquisar
 
Arquivo
Bandas

todas as tags